Troca das lâmpadas incandescentes por LEDs no veleiro Gaia 1.

Após ter feito e instalado um novo forro no teto do meu veleiro Gaia 1 (veja Cupins e o novo teto do Gaia 1), aproveitei para trocar o sistema usado nas luminárias originais, buscando uma maior eficiência e um melhor gerenciamento da energia elétrica do veleiro.

Para isso, decidi substituir as lâmpadas incandescentes por lâmpadas LEDs (Light Emitting Diode) modelo SMD5050 High Power (última geração de LED na data).

Os dois tipos de lâmpadas incandescentes que havia no veleiro, a da esquerda sendo a da luminária da mesa de navegação, possuía dois filamentos, um para a luz encarnada e outra para a amarela. A da direita, é uma luz incandescente normal, inclusive, estava queimada, fácil de perceber por sua cor “leitosa”.

A grande vantagem da lâmpada de LED é a economia de energia que ela proporciona de até 80% especificamente. Isso porque o diodo tem uma boa capacidade luminosa fazendo com que a produção de luz seja maior usando menos energia.

Além do aumento da eficiência, os LEDs trazem significativos benefícios para a rede elétrica do veleiro, como por exemplo, a melhoria do fator de potência da instalação e da qualidade da energia, além de redução da manutenção devido ao seu maior tempo de vida útil.

Na troca, tive de substituir em cada uma das 25 luminárias: a base, o soquete, a fiação, o interruptor e a lâmpada incandescente, por um novo suporte (em vez da base), fiação, interruptor e uma “bolacha” de LEDs.

Segue a descrição do processo nas fotografias que tirei enquanto realizava a troca.

Meu filho desmontando todas as luminárias. No centro dá para ver as “bolachas” de LED. De início iria usar as próprias chapas de latão existentes (lado direito inferior), contudo, decidi fazer um “upgrade” no sistema instalando um difusor de alumínio e aumentando a área de “respiro”.
Inicialmente, passei um parafuso com arruela pelo furo central da bolacha de LED para poder fixá-lo à barra de alumínio, contudo, pensei melhor e decidi por inverter e, neste lado, colocar a porca para facilitar a manutenção retirando apenas a tampa de acrílico, sem precisar desmontar a luminária do forro do teto.

Fotos de todo o processo:

Antes de fechar a luminária com sua tampa acrílica transparente, testei uma-a-uma usando a bateria do carro para garantir de que estava tudo funcionando.
Luminária finalizada.
As luminárias instaladas no novo forro do teto do Gaia 1. Veja Cupins e o novo teto da Gaia 1 para ver todo o processo de desmontagem do forro, tratamento dos cupins e construção, pintura e montagem do novo forro.
As luminárias originais, depois de convertidas uma-a-uma em LED “quente” (amarelada em vez de branca), complementam o ambiente com uma luz muito agradável.
Mesa de navegação com a luminária LED.

Espero que este artigo o incentive ou o ajude a modificar ou atualizar para LED as luminárias do seu veleiro.

Bons ventos!

Max Gorissen

Velejador, escritor e editor da SailBrasil… nessa ordem! 🙂


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s